11 DE AGO 2017    0 comentário    Imprensa Sindjud    376 visualizações

 

Nesta quinta-feira (10), o Sindijudiciário-ES se reuniu em Assembleia Geral Extraordinária para discutir as providências administrativas e judiciais a serem adotadas quanto aos Editais de Remoção de número 39/2015, 46/2015 e 47/2015. A Advogada do Sindicato, Mônica Perin, esclareceu os servidores sobre a situação de cada caso e também orientou a categoria sobre os desdobramentos dos processos.

Em votação, os servidores decidiram não entrar com interposição de Ação Coletiva em relação ao Edital de Remoção 39/2015, que se refere apenas aos analistas-direito. Entretanto, os servidores poderão entrar com ações individuais para pedirem suas remoções. Esse Edital teve sua promoção efetivada, porém no momento está bloqueada.

Já na votação para os Editais de Remoção 46/2015 e 47/2015, a maioria votou pela efetivação do Mandado de Segurança Coletivo. “O próximo passo agora é preparar a ação e dar entrada junto ao TJES o que deve ser feito até o final deste mês”, explica Mônica Perin.

As negociações para a implantação desses Editais já se estendem há dois anos e é um desejo da categoria ter uma resposta o mais breve possível sobre a questão.

Ao final da Assembleia a Presidente Adda Lobato também repassou informações sobre a ADI 5750, Promoções 2015 e Plantões, e sobre as Promoções de 2017, além da campanha de valorização dos Servidores. 

 

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS